Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Município do Barreiro apoia arquitetos/ investigadores internacionais a desenvolver projeto sobre o Rio Coina

Workshop rio coina como corredor ecologico 97 1 750 2500
23 Fevereiro 2018

O Município do Barreiro está a prestar apoio aos arquitetos chilenos Angela Mimica e Christian Juica, investigadores/estudantes, respetivamente, da Universidade norte-americana da Califórnia, em Berkeley, e Universidade Católica do Chile, que se encontram a desenvolver um projeto sobre o Rio Coina, abordando-o como “um corredor ecológico”. 

No passado dia 20 de fevereiro, os técnicos dos quatro municípios envolvidos – Barreiro, Setúbal, Sesimbra e Seixal – realizaram um workshop para debater os resultados do projeto e planear possíveis planos de ação. Neste encontro, que aconteceu pela primeira vez, os participantes mostraram grande interesse e surgiram novas ideias nas várias disciplinas.

«Planear o rio como um todo seria um facto inovador de colaboração intermunicipal. Ao unir forças, os municípios podem promover um projeto de escala metropolitana, do qual todos beneficiariam. O próximo passo é levar as ideias às autoridades, mas também inspirar e convidar os vizinhos a assumir um papel ativo: sair para conhecer o rio e propor novas ideias», são algumas das ideias-chave que saíram da sessão. 

Uma exposição com fotografias, captadas ao longo de todo o percurso do Rio, encontra-se patente ao público no Auditório Municipal Augusto Cabrita até 20 de março. Todo o material estará disponível em https://projetoriocoina.tumblr.com/

«Consegue imaginar pegar na sua bicicleta ou começar uma caminhada no Seixal ou Barreiro, e chegar até à Serra da Arrábida? No Plano Regional de Ordenamento do Território da Área Metropolitana de Lisboa, o Rio Coina é definido como um Corredor Ecológico, o que representa uma oportunidade para integrar a proteção dos seus diversos ecossistemas com atividades recreativas e económicas amigas da natureza tais como caminhadas, observação de aves ou hortas comunitárias, entre outras. 

Mas a maioria das pessoas não conhece o rio na sua totalidade e que, embora fique seco parte do ano, é o maior curso de água e bacia hidrográfica da Península de Setúbal. 

Os arquitetos chilenos Angela Mimica e Christian Juica abordaram a ideia do rio como corredor ecológico, de um ponto de vista artístico e de ativismo ambiental, resultando numa iniciativa que chamaram Projeto Río Coina. Depois de caminhar todo o percurso do rio documentando-o, realizaram uma exposição fotográfica itinerante em diversas áreas urbanas perto dele. A exposição foi usada para fazer uma pesquisa junto da comunidade sobre a sua perceção do rio e dos seus benefícios: "Misturamos a fotografia, a educação ambiental e o estudo etnográfico como métodos para entender e revelar o rio. Dois pássaros são salvos de uma só vez: sensibilizamos a comunidade sobre o rio, enquanto recolhemos os testemunhos e a perceção das pessoas para levá-los aos municípios e autoridades", explica Angela», num documento resumo do ponto-de-situação do projeto.

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze