Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

CIAC informa | Alcançar objetivos só é possível se definirmos estratégias de poupança

Ciac logo 1 750 2500 1 750 2500
18 Outubro 2019

31 DE OUTUBRO – DIA MUNDIAL DA POUPANÇA | II PARTE

Dando continuidade à importância dos atos de poupança, o Centro de Informação Autárquico ao Consumidor apresenta 16 regras, que se forem postas em prática vão garantir a poupança mensal ou mesmo aumentá-la.


1 – DEFINIR OBJETIVOS E ESTRATÉGIAS DE POUPANÇA – É o primeiro passo para poupar dinheiro. Precisamos de um bloco de notas e um lápis e vamos fazer contas. Não vale a pena estabelecer valores ambiciosos, quando sabemos à partida que não vamos conseguir cumprir. Importa definir objetivos realistas para alcança-los. É neste ponto que devemos desenvolver uma estratégia de poupança, apontando no bloco de notas todas as medidas a pôr em prática para atingir os objetivos definidos.


2 – ESTABELECER E CUMPRIR COM RIGOR UM ORÇAMENTO MENSAL – Para conseguir controlar os gastos com eficácia, é necessário ter um plano rigoroso das despesas mensais, para que os gastos extraordinários sejam reduzidos ao máximo e desta forma teremos por certo uma visão mais clara das despesas que podemos efetuar. Ao definirmos um orçamento mensal, controlamos facilmente os gastos desnecessários.


3 – SEPARAR O DINHEIRO PARA GUARDAR NO INÍCIO DE CADA MÊS – Normalmente é possível retirar algum dinheiro para poupar, mesmo que seja uma pequena quantia. A fazê-lo, deverá ser logo no início do mês. Não sejamos derrotistas, se só podemos retirar 10€. Pensemos que 10€ no final do ano são 120€.

4 – ANALISAR REGULARMENTE OS SERVIÇOS CONTRATADOS – Manter os mesmos contratos por anos a fio é um erro para a nossa poupança. O mercado é cada vez mais competitivo, obrigando as empresas a baixar os valores praticados. Basta revermos os contratos efetuados e comparar o que estamos a pagar com as empesas concorrentes e por vezes mudarmos de fornecedor.

5 – REDUZIR AS CONTAS DE ELETRICIDADE E ÁGUA – Há pequenas regras essenciais a cumprir, além do cuidado com as luzes distraidamente ligadas e aparelhos a funcionar durante o dia sem necessidade. Precisamos acabar com as lâmpadas incandescentes, desligar os aparelhos em vez de os deixarmos em Stand-by e optarmos por eletrodomésticos de classe energética A+. Relativamente à conta da água, conseguimos reduzir fácilmente os consumos, se substituirmos os banhos de imersão pelo duche rápido. Também é possível aproveitar a água fria que normalmente se desperdiça enquanto aguardamos pela água quente, para diversas tarefas, como a rega de plantas ou a limpeza da casa.

6 – ESCOLHER CONSCIENTEMENTE OS MEIOS DE TRANSPORTE – Podemos poupar algum dinheiro se seguirmos regras tão simples como selecionar com atenção os postos de abastecimento de combustível mais baratos. Também poupamos se adotarmos uma condução mais racional e, se avaliarmos corretamente as possibilidades de usarmos uma bicicleta ou mesmo andar a pé, evitamos também as despesas do ginásio.
7 – FÉRIAS BEM PLANEADAS – Existem várias soluções que nos permitem ter férias sem grandes despesas. Optemos por uma programação pessoal atempada: comparar orçamentos, comprar voos low cost, trocar o hotel por um hostel, escolher um destino mais barato, aproveitar s promoções ou tire férias em época baixa.

8 – FAZER COMPRAS FORA DE ÉPOCA – No que toca à compra de roupa e calçado existe uma regra muito eficaz – comprar fora de época. Podemos poupar muito dinheiro se comprarmos roupa e calçado de inverno e de verão no final de cada uma destas estações e, como é obvio na época de saldos, rentabilizando o nosso dinheiro.

9 – ANTES DE COMPRAR PENSE – Tem a certeza que fazer um crédito para comprar uma televisão nova é a melhor solução? Precisamos mesmo de um tapete novo? Os pratos que necessitamos têm de ser os de marca? Antes de efetuarmos uma compra é preciso pensar muito bem. Devemos refletir sobre se realmente precisamos do que pretendemos adquirir. Existem coisas que podemos pedir emprestado e, avaliarmos que nem todos os momentos são os certos para efetuar a compra. Se aplicarmos esta técnica, de avaliarmos as nossas necessidades, às compras do dia-a-dia e às grandes compras, as nossas poupanças vão aumentar.

10 – CONTROLAR OS GASTOS NA ALIMENTAÇÃO – Devemos optar pelo consumo de frutas e legumes da época e procurar sempre os hipermercados mais económicos. Existe uma regra muito importante, que é o uso da cozinha, em vez de irmos a restaurantes ou comprar comida já confecionada. Quando desenvolvemos habilidades culinárias, vamos conseguir aproveitar melhor os alimentos e as sobras para criarmos um novo prato. Estamos a aumentar a nossa poupança.

11 – FORMAÇÃO FAMILIAR – Em família todos devem remar para o mesmo lado. De nada servirá se tentamos economizar ao máximo, quando os restantes elementos não estão a ajudar. Toda a família tem de se concentrar e esforçar-se. É importante explicar o porquê da poupança. Guardar dinheiro seja para uma eventualidade ou para realizar uma viagem, deve ser uma motivação coletiva.

12 – FAZER USO DOS VALES DE DESCONTO – Por todo lado existem vales de desconto! Nas revistas, nos supermercados, nos folhetos, em vários websites, etc. Procurar vales para diversos produtos que costumamos utilizar e utilizá-los quando fizermos compras. Por vezes os descontos são de 30% a 50%, valem a pena. Aproveitar as promoções realizadas nas superfícies comerciais por vezes são vantajosas. Caso seja um produto de necessidade continua e que tenha um prazo de validade muito alargado, como por exemplo o papel higiénico, aproveitar os bons preços para fazermos um simpático stock, mas sem abusar. Conseguiremos economizar nesses produtos a longo prazo.

13 – CUIDADOS A TER COM O CARRO E COM A CASA – Analisar o seguro automóvel e compará-lo com outras seguradoras. Depois analisar a possibilidade de mudarmos para uma seguradora mais económica. Também é possível reduzir a despesa do automóvel adotando uma condução mais defensiva, fazendo uma manutenção regular e evitando sempre as multas. Quanto à habitação, os pequenos problemas devem ser resolvidos antes de se tornarem grandes problemas, como por exemplo uma torneira a pingar. O custo poderá ser mais elevado para a sua reparação se não fizermos caso.

14 – PAGAR AS CONTAS EM DIA – As contas devem ser pagas em dia. Se não as pagarmos no dia em que as recebemos, paguemo-las na data de validade para o efeito. Evitamos que as faturas caiam em esquecimento e sobre elas recaiam taxas extras. A adesão ao serviço homebanking facilita esta tarefa como auxilia a controlar todos os gastos.

15 – APROVEITAR BEM O QUE É DE GRAÇA – Não é preciso gastar muito para ter bons momentos. Poupar não é por conseguinte motivo para fecharmo-nos em casa. Dar um passeio pelo campo, saborear um por de sol na praia ou dar um mergulho no rio, são alguns prazeres da vida que são de graça! É também possível realizar atividades culturais sem gastar muito dinheiro. Pesquisar as agendas culturais da cidade onde moramos. Existem sempre visitas a museus, concertos no centro da cidade nas noites de verão, exposições de arte, visitas guiadas a monumentos, peças de teatro, muitas coisas sem custo de entrada!

16 – ANALISAR OS RESULTADOS DE FORMA CONSTANTE - É importante que tenhamos o bloco de notas sempre à mão e nele apontarmos os nossos objetivos e estratégias. Precisamos de analisar os resultados e esta análise deverá ser semanalmente. Precisamos de ver se cumprimos o que nos propusemos alcançar. Precisamos de analisar onde conseguimos poupar e o que podemos melhorar.
No final de cada mês devemos fazer um balanço para percebemos onde gastamos. Só assim podemos avaliar os resultados e permitir que de mês para mês as nossas poupanças aumentem.

VONTADE + PERSISTÊNCIA = BONS RESULTADOS

Quer saber mais sobre poupança e métodos de poupança? O CIAC recomenda os seguintes sites:
https://saberpoupar.com/home?page=15

https://www.contasconnosco.pt

https://www.dinheirovivo.pt

https://reorganiza.pt

Barreiro, 2019/10/08
CIAC – Centro de Informação Autárquico ao Consumidor
Av. do Bocage, nº12
2830-002 BARREIRO
Telefone: 212068052
E-mail: ciac@cm-barreiro.pt

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze