Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Porque esquecemos o abraço?

Logo ciac 1 750 2500
05 Maio 2017

Todos os dias cumprimentamos alguém, mas raramente abraçamos.

Com este simples gesto conseguimos sentir a proximidade da outra pessoa e identificá-la como um ser semelhante. No fundo, quando abraçamos, estamos a reconhecer que somos todos iguais e que estamos unidos, em sintonia e comunicação.

O abraço de uma mãe, ao filho que caiu. O abraço dado a um amigo ou a um familiar que se encontra em sofrimento. São atitudes que reconfortam e que causam bem-estar.

Então porque esquecemos o abraço? Porque perdemos o hábito de abraçar?

De acordo com a psicoterapia e a bioenergia, existem várias boas razões para abraçarmos.

Entre elas, o CIAC salienta três boas razões para abraçar:

1 – Abraçar liberta oxitocina no sangue. Esta hormona é responsável pelo fortalecimento de laços entre as pessoas, conduzindo ao bem-estar. Reduz os níveis de cortisol, que contribuem para a redução do stress, podendo ainda reduzir a pressão arterial e a ansiedade.

2 – Somos socialmente formatados para não demonstrarmos as nossas verdadeiras emoções, sob pena de nos mostrarmos fracos ou vulneráveis. Abraçar é uma boa ação recíproca, que pode mudar a vida de qualquer pessoa, ao devolver ao outro a sensação de felicidade, após um dia menos bom.

3 – Na correria diária fazemos quase tudo de forma pouco consciente, porque convencionámos que não temos tempo para nada. O abraço é o toque que nos faz sentir bem e de realinhar a mente com o corpo. Quebra este registo e dá-nos um novo folego.

Faça do abraço uma terapia. E já agora, no Dia da Mãe abrace muito a sua mãe, não custa dinheiro.

Câmara Municipal do Barreiro / GAM/CIAC

Telefone: 212068052

E-mail: CIAC@cm-barreiro.pt

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze