Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Autarquia aposta em incubadora e cria mais postos de trabalho no Barreiro

Startup barreiro 1 1024 2500
2020/07/01

Reabilita património, apoia o desenvolvimento económico e cria emprego

Em junho de 2019, o município do Barreiro anunciava a intenção de criar uma incubadora de empresas, designada por STARTUP BARREIRO, no edifício da antiga fábrica de refinação de Azeite, cuja área é de 997 m2, situado nos terrenos da Baía do Tejo S.A.. “Uma ideia que não só permite a reabilitação e regeneração deste edificado, como apoia o desenvolvimento económico empresarial, e permite a abertura de um novo território para usufruto dos barreirenses, que até à data se encontra abandonado”, segundo avançou na altura, Rui Braga, Vereador do Planeamento, Gestão Territorial e Equipamentos.
O lançamento desta instalação de uma incubadora de empresas, tinha a expetativa de avançar no primeiro trimestre deste ano, mas contingências da pandemia, fizeram com que o contrato de arrendamento entre a CMB e a Baía do Tejo S.A., para instalação da STARTUP BARREIRO, fosse recentemente aprovado, por unanimidade, em reunião pública de Câmara.
A convergência de vontades, no seguimento de uma política de promoção e apoio ao desenvolvimento de atividades e à realização de eventos relacionados com a atividade económica de interesse municipal, fez com que fosse possível este contrato de arrendamento com início a 01 de julho de 2020 e termo a 30 de junho de 2040 (em vigor nos próximos 20 anos).
Segundo explicou o Vereador “a adjudicação deste contrato com a Baía do Tejo S.A., é o último passo administrativo para que se possa concluir o processo e iniciar obra, que visa dotar o edifício devoluto, de condições, para que se possam instalar projetos e ideias inovadoras”. No total, o autarca sublinha os “68 locais e postos de trabalho que incluem salas de formação, de reuniões, convívios, etc. Vamos ter um equipamento ao dispor da cidade que vai permitir manter a nossa juventude no Barreiro, a pensar no nosso Concelho”, enalteceu. “Penso que com este projeto conseguimos fazer algo que nos pode fazer distinguir neste tema das incubadoras de empresas e ser verdadeiramente estruturante.
Para Rui Braga, “a existência do Politécnico na cidade, o apoio do Gabinete de Empreendedorismo da CMB, liderado pelo Vereador Bruno Vitorino, que está neste projeto desde a primeira hora, são mais valias que podem transformar positivamente este projeto”.
Disposta a incorporar o conceito da STARTUP, está também a própria Baía do Tejo S.A, que pretende participar no seu funcionamento, para que a incubadora dê frutos e possa ter futuro no Parque Industrial, de acordo com declarações do Vereador.
Em suma, elogiou, “é um projeto cheio de vantagens onde conseguimos ter um circuito com o nosso Politécnico, a incubadora, o parque industrial, onde conseguimos criar emprego, manter os jovens na cidade e ter um produto made in Barreiro com qualidade, ao mesmo tempo que crescemos em território, para dentro do Parque Empresarial, requalificando uma parcela de terreno e um edifício que também estava ao abandono”. Investimento esse que fez questão de relembrar, foi tido em consideração no montante das rendas a serem cobradas, ao longo dos próximos 20 anos, ao município.

 

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze