Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

A 23 de abril celebra-se o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

Biblioteca municipal do barreiro online  2  900x600 1 1024 2500
2020/04/23

A data tem como objetivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura na população. Os livros são um importante meio de transmissão de cultura e informação, e ainda, elementos fundamentais no processo educativo.

A Biblioteca Municipal do Barreiro faz questão de  assinalar o  dia com a disponibilização no Catálogo a sua coleção de  recursos digitais. Esta coleção é composta na sua maioria por documentos sobre o Concelho.

Além destes recursos, são disponibilizadas (também gratuitamente) várias obras de grandes vultos da literatura na Biblioteca Digital do Município do Barreiro.

Luis Sepulveda

A data serve ainda para deixar algumas sugestões de leitura - a primeira sugestão é também uma homenagem a Luís Sepúlveda, com a obra O Velho que Lia Romances de Amor. 

“António Bolivar Proaño nunca pensou na palavra liberdade, e desfrutava dela à sua vontade na floresta. Por mais que tenta

Sinopse - António José Bolívar Proaño vive em El Idilio, um lugar remoto na região amazónica dos índios shuar, com quem aprendeu a conhecer a selva e as suas leis, a respeitar os animais que a povoam, mas também a caçar e descobrir os trilhos mais indecifráveis… sse reviver o seu projecto de ódio, não deixava de se sentir a seu gosto naquele mundo (…)”

 

 

 

 

 

 

Alice VieiraVinte Cinco a Sete Vozes, de Alice Vieira

Este livro consiste no relato, por parte de sete pessoas de três gerações diferentes, dos seus conhecimentos e memórias relativos ao 25 de Abril de 1974.

Sinopse - Uma estudante universitária prepara um trabalho académico sobre a memória do 25 de Abril, 25 anos depois. Na fita do seu gravador vão entrando os mais diversos testemunhos, que revelam tanto sobre o fascismo e a revolução dos cravos como sobre a personalidade dos entrevistados.

 

 

 

 

 

 

 

Alexandre Honrado (2)

25 de Abril – o que o Abril nos Fez, de Alexandre Honrado

“Memórias são coisas que ficam do tempo que passa. Coisas que recordamos!“

Sinopse - Memórias são coisas que ficam do tempo que passa. Coisas que recordamos. Há muitos anos, um dia cheio de vontade de mudar as nossas vidas ficou para vir a ser uma memória. A tua memória. A memória de todos nós…

 

 

 

 

 

 

 

A divulgação de conteúdos culturais nos meios de comunicação do Município do Barreiro é uma das medidas previstas no Programa de Apoio à Cultura #2830vivemcasa.

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze