Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

TST | Reforço nas carreiras 333, 416, 431 e 435

Tst carreiras 1 1024 2500
2019/05/28

Tendo em conta as recentes alterações de tarifários nos transportes públicos, na Área Metropolitana de Lisboa (AML), verificou-se a necessidade de um ajustamento nos serviços prestados pelos operadores, nomeadamente Transportes Sul do Tejo (TST). Assim, a partir desta semana estava previsto um significativo reforço da oferta das seguintes carreiras dos TST que apresentavam insuficiência na sua oferta:

333 – Vale da Amoreira (Moita) / Gare do Oriente (Lisboa). Passa a ter uma frequência de 10 em 10 minutos (em vez de 15 em 15 atuais), nas horas de ponta, entre as 6h20 e as 8h30 e entre as 17h00 e as 18h00;

435 – Samouco (via Montijo) / Gare do Oriente (Lisboa). Passa a ter uma frequência de 10 em 10 minutos, nas horas de ponta, entre as 6h40 e as 8h30 e entre as 18h00 e as 19h00.

Simultaneamente, há ajustamentos e reforço de oferta nas carreiras:

416 – Canha / Montijo (via Pegões);

431 – Lisboa / Montijo.

Carreira 333
Carreira 435

De acordo com a AML: «A alteração do sistema tarifário na AML, que se iniciou no passado dia 1 de abril, com a criação dos novos passes Navegante (Metropolitano, Municipal, +65 e 12 anos), constituiu uma profunda alteração nas soluções de deslocação ao dispor das populações e um forte incentivo à utilização dos transportes públicos e da mobilidade sustentável, com significativo impacto ambiental, económico e social através da libertação de rendimento disponível nas famílias.

Os primeiros dados de utilização dos transportes públicos (ainda em fase de consolidação) confirmam significativos aumentos da utilização dos serviços e transporte público.

Tratando-se, o novo sistema tarifário, de uma alteração disruptiva, não era possível antecipadamente conhecer exatamente todos os impactos ao nível da procura que o mesmo iria gerar no sistema de transporte público. O sucesso, na capacidade de resposta, decorre assim em larga medida do esforço de ajustamento e reorganização dos serviços de cada um dos operadores, o que tem acontecido com um assinalável empenho de todos os intervenientes.

Ainda assim estão identificados alguns problemas que não foi ainda possível resolver, em particular, nos serviços de transporte de elevada capacidade (ferrovia e fluvial) para os quais os problemas são estruturais e que não têm uma possibilidade de resolução total de forma imediata (aumento da frota de comboios e barcos, entre outros). (…)»

+INFO: Site do operador Transportes Sul do Tejo

[Imagens: AML]

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze