Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Lançamento do livro “100 Sentimentos”

2017/11/04
Cartaz 100 sentimentos 1 1024 2500

O Auditório da Biblioteca Municipal do Barreiro recebe no próximo dia 4 de novembro, às 16h00, o lançamento do livro “100 Sentimentos”, de Leandro Peleja.
A entrada é livre.

Biografia
Leandro Peleja nasceu em 1997, no Hospital do Barreiro. Cresceu e viveu, desde sempre, na Margem Sul. Muitos chamam-no de “sonhador” e ele admite que nunca deixa de sonhar. Mesmo quando lhe dizem que “quanto maior o sonho, maior a queda”.
Desde pequenino que é apaixonado pela leitura. Gosta de se perder nos livros que lê. Escrever foi uma paixão que surgiu mais tarde, em 2009. Sempre foi conhecido por “menino das composições”. Tinha sempre a melhor da turma. Reza a lenda que raramente fazia a gramática dos testes de português; Para ele, só a composição interessava.
É apaixonado pela vida. Diz não ter sentimentos. Adora conduzir. Gosta de se perder por caminhos desconhecidos. É um excelente cozinheiro. E gosta de animais. O seu lema é “Fazer Acontecer”. A única razão para ser ele a fazer a sua própria biografia é o facto de gostar de falar de si na 3ª pessoa, sem soar demasiado pretensioso.
No início de 2017 lançou a sua primeira obra, intitulada “A Saudade tem um Nome”.

Sinopse
E eu continuo. Continuo em busca da paz. Em busca da rima perfeita. Em busca de sentimentos. Em busca do fim do mundo. E não vou parar até encontrar. Não vou parar até encontrar tudo o que me falta. Tudo o que me completa. E se a fé se for, eu vou. Mesmo sem fé. E se o meu irmão for, eu vou. Mesmo sem ele. Se a maré subir, eu vou. Mesmo sem pé. E mesmo que eu morra, eu vou. Mesmo morto. Porque enquanto vocês me lerem, eu vou continuar vivo. Ainda estou à procura daquilo que me falta. Estou cada vez mais perto, mas sinto-me cada vez mais longe.
Mas lembremos: Seja a nossa despedida amanhã, ou tenha sido ontem, estaremos sempre juntos. Olha para o lado, e eu estarei lá. Para te apoiar. Para te ajudar a levantar. Para te mostrar o mundo. E para partilhar contigo todas as aventuras.
Eu não gosto de despedidas. É difícil dizer adeus. Mas eu contínuo aqui. Vivo dentro de ti. Porque tu vives em mim.

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze