Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

“CONGRESSO BARREIRO 2030 – Estratégia e Desenvolvimento” | População convidada a participar

Dsc 6099 1 750 2500
29 Abril 2016

10 Oficinas temáticas e um Fórum integram o “Congresso Barreiro 2030 – Estratégia e Desenvolvimento” apresentado ontem, 28 de abril, à comunicação social pelo Presidente da Câmara Municipal do Barreiro, Carlos Humberto de Carvalho, e os vereadores Rui Lopo, Sofia Martins e Sónia Lobo.
A uma só voz, os autarcas apelaram à participação da população neste processo. “Queremos que este debate contribua para influenciar o que queremos que seja o nosso futuro, para isso é indispensável a contribuição de todos”, sublinhou o Presidente.
As Oficinas decorrerão de 19 maio a 7 junho e o Fórum está agendado para o dia 18 de junho, no Auditório Municipal Augusto Cabrita.

A iniciativa terá como base o documento “Estratégia de Desenvolvimento – BARREIRO 2030” que ao longo dos últimos dois anos tem sido elaborado pela equipa técnica do Centro de Estudos e Desenvolvimento Regional e Urbano, Lda. (CEDRU) liderada pelo professor Jorge Gaspar, pela Câmara Municipal do Barreiro (Vereadores com Pelouro e técnicos), com os contributos do Conselho Estratégico (composto por personalidades do Concelho com reflexão e atividade no quotidiano local, nos mais diferentes sectores de atividades).


O Vereador Rui Lopo, responsável pelas áreas do Planeamento, Ordenamento do território, Ambiente e mobilidade, sublinhou que se trata de “um documento importantíssimo para o futuro do Concelho que define as linhas estratégicas que irão contribuir para revisão do Plano Director Municipal. Adiantou que para o primeiro trimestre de 2017, pode ser colocada em discussão pública a proposta de PDM.

O Congresso será caraterizado, segundo Rui Lopo, por dois blocos. Um com 10 oficinas, ou workshops, abertos à população (sobre diversos temas, como por exemplo a demografia, o desenvolvimento cultural, a cidade, o território, as infraestruturas, entre outros) “onde a população pode participar ativamente na construção e reflexão dos desafios que já temos propostos”.

O Fórum fará parte de um segundo bloco “onde se procurarão retirar conclusões não só do documento, mas também das oficinas já realizadas”.

O documento estratégico e toda a informação relacionada com o Congresso estarão, em breve, disponíveis para consulta neste site.

Para além deste evento, Rui Lopo adiantou que estão previstos mecanismos de participação, como por exemplo outras reuniões de apresentação do documento estratégico.

Por seu lado, a Vereadora Sofia Martins, responsável pelas áreas das obras municipais, rede viária, águas e resíduos, reforçou o apelo à participação da população neste processo. “A compreensão é muito importante para perceber as estratégias que temos e a forma como iremos atuar. São processos que condicionam não só o trabalho futuro de planeamento, mas também o trabalho diário da cidade”, referiu.


Carlos Humberto de Carvalho considera importante a reflexão do futuro do Concelho, “porque queremos influenciar o que vai acontecer”.
Sublinhou que a estratégia “está a ser influenciada por múltiplas entidades públicas e privadas, perspetivando o que se vai passar no futuro do Concelho, integrado na Área Metropolitana de Lisboa”.


Explicou que esta é uma “fase intermédia da discussão e queremos dar, a partir de agora, dimensão pública. Até agora houve um trabalho de auscultação. Fizemos dezenas de reuniões com todos os elementos do executivo da CMB, outros eleitos e agentes económicos. É um processo de construção até ao último momento. Iremos, ainda, discutir com todos os trabalhadores da CMB e vamos ouvir outras entidades”.

Finalizou a sua intervenção, apelando à participação. “Queremos que este debate contribua para influenciar o que queremos que seja o nosso futuro para isso é indispensável a contribuição de todos”.

imagem

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze