Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Praia de Copacabana

Esta praia fluvial é banhada pelas águas do Rio Coina, estendendo-se do Pontão da Seca do Bacalhau-Bensaúde até ao Parque Recreativo do Barreiro.

A sul, no Pontão da Seca do Bacalhau, funcionou nos séculos XVI a XVIII o Estaleiro Naval da Telha. Foi neste lugar que se construíram as primeiras naus utilizadas nos Descobrimentos Portugueses. Desde a época dos Descobrimentos, o Estaleiro da Telha funcionava em complementaridade com a Ribeira das Naus de Lisboa.


Aproveitando os recursos naturais existentes em abundância como a madeira, os navios eram aqui iniciados durante o Inverno e seguiam, posteriormente, para Lisboa onde eram concluídos. Também designado por Feitoria da Ribeira da Telha, este estaleiro foi implantado por se localizar numa zona de esteiros abrigados, contrariamente à Ribeira de Lisboa, sempre exposta ao vento norte, que impedia os trabalhos durante o Inverno.


No século XVI, da Igreja de Santo André, na Telha, D. Manuel I terá assistido ao lançamento ao Rio Tejo da Armada de Vasco da Gama.
Em 1755, o Estaleiro Naval da Telha foi atingido pelo terramoto tendo ficado em ruínas. Neste sítio, soterradas nas areias do Rio Coina, foram encontradas peças de artilharia do séc. XVII, âncoras, mastros e cepos de madeira para construção naval.
Atualmente, não restam vestígios da antiga Feitoria.


Em 1891 instala-se neste local uma “Seca do Bacalhau” da Parceria Geral de Pescarias, atividade centenária no concelho do Barreiro.
Saia agora da praia de Copacabana e volte atrás até ao Parque Recreativo da Cidade do Barreiro.

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze