Hoje
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Depois
Máx C
Mín C

Cenários de referência

A construção de cenários de desenvolvimento pretende promover uma análise e uma avaliação sobre as variáveis potencialmente estruturantes para a mudança a ocorrer no Concelho nos próximos quinze anos.
Esta leitura fundamenta-se na perceção de que o futuro não é um mero prolongamento das tendências do passado.
Assim, a definição de cenários de desenvolvimento suporta-se na identificação das variáveis motoras da mudança e na organização de um conjunto de possibilidades plausíveis da sua evolução, no horizonte temporal de 2030.
No âmbito do processo de planeamento estratégico, o processo de cenarização permitirá orientar os esforços no sentido de atingir um cenário desejável, simultaneamente ambicioso e exequível, realista e mobilizador.

 

imagem

 

A partir das várias etapas de construção do processo de cenarização, foram definidos quatro cenários de referência para o BARREIRO 2030, tendo por base os seguintes pressupostos:


Barreiro, Área Central da Região Metropolitana Euro-Atlântica
O que carateriza este cenário, que naturalmente se destaca como sendo o cenário desejável, é o grande impulso de desenvolvimento possibilitado pela concretização, a diferentes tempos, dos vários projetos e iniciativas impactantes.
Neste cenário, em síntese, o Barreiro será em 2030 um território:
. Em que os projetos impactantes – designadamente a TTT, o Terminal de Contentores e os investimentos na QUIMIPARQUE – permitirão consolidar o seu potencial logístico, renovando-se e regenerando os espaços económicos;
. Com mais empresas e ativos mais qualificados. Onde o tecido empresarial deverá diversificar-se, aumentando a sua dimensão média, com empresas com maior investimento em I&D e maior relevância das exportações nas suas vendas;
. Com maior integração territorial, por via da melhoria do quadro de acessibilidades rodoferroviárias;
. Com mais reabilitação de imóveis e maior dinamismo imobiliário;
. Com uma inversão do processo de decréscimo populacional e uma diminuição das assimetrias territoriais na distribuição da população.

Barreiro, Pólo Regional Estruturante Logístico Nacional
Neste cenário, em síntese, o Barreiro será em 2030 um território:
. Em que o Terminal de Contentores e os investimentos na QUIMIPARQUE permitirão consolidar o potencial logístico do Parque Empresarial da Baía do Tejo, a sua renovação e regeneração;
. Com mais empresas e uma maior diversificação do tecido empresarial;
. Com uma maior qualificação e valorização dos valores patrimoniais e dos espaços nobres da Cidade;
. Com potenciais problemas de congestionamento das vias e dificuldade de escoamento do tráfego urbano;
. Com mais reabilitação de imóveis e com maior dinâmica do mercado do arrendamento;
. Com uma inversão do processo de decréscimo populacional.

Barreiro, Centralidade Estruturante do Arco Ribeirinho
Neste cenário, em síntese, o Barreiro será em 2030 um território:
. Com uma estrutura etária mais envelhecida e com reduções populacionais inter freguesias significativas;
. Com maiores dificuldades na manutenção do edificado privado (agravamento do estado de conservação do parque habitacional), aumento dos alojamentos vagos e potencial aumento de pedidos de habitação social;
. Em que o tecido empresarial associado às atividades do subsetor da saúde humana tenderá a crescer;
. Com a consolidação do potencial logístico do Barreiro, nomeadamente do Parque Empresarial da Baía do Tejo;
. Em que a procura de modos de vida saudáveis e o aumento da prática desportiva informal resultarão em consequências positivas para o tecido associativo local, para a promoção da inclusão social e para uma melhor qualidade de vida e maior autonomia dos idosos;
. Com uma maior propensão para a atividade agrícola e para o aparecimento de pequenos negócios associados à produção agrícola local (maior empreendedorismo agrícola).

Barreiro, “Shrink City”
Neste cenário, em síntese, o Barreiro será em 2030 um território:
. Onde não será concretizado qualquer grande projeto impactante no desenvolvimento do Barreiro;
. Observar-se-á a manutenção da tendência de perda demográfica patenteada nos últimos decénios, contabilizando-se a diminuição, nos próximos 15 anos, em torno dos 5%;
. Onde, num quadro de maior voluntarismo e pró-atividade municipal, os quantitativos não serão significativos;
. Não é aproveitada a globalidade das oportunidades criadas por tendências externas e internas do Concelho do Barreiro.

Município do Barreiro © 2015 | Todos os direitos reservados

logotipo de wc3amrs logotipologotipo Wiremaze